Prato para Challah Agulá

Código: VXEV3M8HK Marca:
R$ 260,00
até 3x de R$ 86,66 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 260,00 sem juros
    • 2x de R$ 130,00 sem juros
    • 3x de R$ 86,67 sem juros
    • 4x de R$ 65,00 sem juros
    • 5x de R$ 52,00 sem juros
    • 6x de R$ 43,33 sem juros
    • 7x de R$ 37,14 sem juros
    • 8x de R$ 32,50 sem juros
    • 9x de R$ 28,89 sem juros
    • 10x de R$ 26,00 sem juros
    • 11x de R$ 24,34
    • 12x de R$ 22,64
    • 1x de R$ 260,00 sem juros
    • 2x de R$ 130,00 sem juros
    • 3x de R$ 86,66 sem juros
    • 1x de R$ 260,00 sem juros
    • 2x de R$ 130,00 sem juros
    • 3x de R$ 86,66 sem juros
    • 4x de R$ 69,93
    • 5x de R$ 56,75
    • 6x de R$ 47,97
    • 7x de R$ 41,71
    • 8x de R$ 37,02
    • 9x de R$ 33,37
    • 10x de R$ 30,46
    • 11x de R$ 28,08
    • 12x de R$ 26,10
  • R$ 260,00 Boleto Bancário
  • R$ 260,00 Entrega
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Prato personallizado produzido artesanalmente em vidro 6mm, com escrita a palavra Challá em relevo, ideal para embelezar a mesa para a festa de rosh hashaná.

A pura, simples e singela palavra chalá significa “um pão.” No entanto, em termos haláchicos a palavra chalá tem uma definição bastante específica, e coloquialmente significa um determinado tipo de pão milhares de anos depois.

A definição haláchica de chalá é uma referência à Mitsvá Positiva 133. Engloba separar uma parte de massa durante seu preparo e dá-la a um Cohen. Este pedaço de massa é chamado “chalá”. Qualquer massa que seja feita de trigo, cevada, espelta, aveia ou centeio a pessoa é obrigada a cumprir essa mitsvá. O Cohen e sua família iriam comer a chalá num estado de pureza espiritual. Os rabinos decidiram que um padeiro em casa deveria dar 1/24 da massa ao Cohen, enquanto um padeiro comercial deve doar 1/48 de sua massa.

Biblicamente falando, a mitsvá da chalá é observada somente na Terra de Israel. Além disso, segundo a maioria das autoridades haláchicas, a mitsvá da chalá era uma exigência somente na época do Templo Sagrado de Jerusalém. Hoje, não há Templo, nem chalá conectada à ele. Mas os rabinos reinstituíram a prática da chalá – mesmo fora da Terra de Israel – para celebrar essa mitsvá especial.

Porém, como atualmente somos todos considerados ritualmente impuros, o Cohen não pode comer a chalá. Em vez disso, mulheres judias através dos séculos fazem massa caseira, e então separam um pedaço da massa e a queimam. Todas as padarias casher fazem o mesmo – separam um pedaço da massa de cada porção, e a queimam embrulhadas no forno. Hoje somente um pedaço pequeno de massa é separado para chalá: como não é comida, seria desperdício separar 1/24 ou 1/48 da massa, mas apenas um pedaço é retirado ao recitar a bênção apropriada.

Antes de separar a chalá esta é a bênção recitada:
Baruch atah Ado-nai Eloheinu melech há-olam asher kid-e-sha-nu b’mitsvotav v’tzi-vanu Le-haf-rish chalá

Bendito sejas Tu, Eterno nosso D'us, Rei do universo, que nos santificaste com Teus mandamentos e nos ordenou separar chalá.

Eventualmente, os pães macios e doces costumeiramente comidos nas refeições do Shabat se tornam conhecidos como chalá .

Produtos relacionados

R$ 260,00
até 3x de R$ 86,66 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

Horários da loja: Segunda à quinta-feira / 08h00 às 17h30 / sexta-feira de 8h00 às 16h00 / Feriados Judaicos não funcionaremos! Novo endereço, Próximo ao Porto de Vitória. Av. Elías Miguel, 247 - Centro, Vitória - ES, 29010-410 Sala 601 - Sind Arrumadores Portuários CNPJ: 29.057.711/0001-84 Safra livraria e editora.

Pague com
  • PagHiper
  • PagSeguro
Selos
  • Site Seguro

Safra Comércio Varejista e Atacadista de Livros LTDA - ME - CNPJ: 29.057.711/0001-84 © Todos os direitos reservados. 2020